Proc. 007/2016 – Glaysson Muller (Nuvem Negra) Ofensas

Processo 007-2016
Glaysson Muller (Nuvem Negra) Ofensas


Qualificação: 
Denunciante: Relatório de Arbitragem
Denunciados: Sr. Glaysson Muller (Nuvem Negra)
Processo aberto: 19 de Junho de 2016 
Defesa recebida: 21 de Junho de 2016


Denúncia: 
Em jogo marcado para data de 19-06-2016, válido pelo Campeonato Paulista, entre as equipes Não Sabe Deixa x Nuvem Negra, a equipe de arbitragem relatou problemas que mereceram análise desse Tribunal, qual seja:

a) Torcida da equipe Nuvem Negra derrubou cerveja no árbitro;

b) Atleta Glaysson Muller (Nuvem Negra) Ofendeu ao fim da partida o árbitro do jogo.

c) Técnico da equipe Nuvem Negra, Paulo César Teixeira, empurrou o árbitro no fim da partida.

Sem mais;


Defesa: 
Citados, a Direção da equipe Nuvem Negra contestou todos os fatos e arrolou ao processo o Sr. Ricardo Fabiano, diretor da equipe Não Sabe Deixa, seu adversário na oportunidade, para que esclarece-se os fatos na qualidade de testemunhas.


Oitivas: 
Antes mesmo de ouvir o Sr. Ricardo Fabiano, a direção da entidade pediu o relato do outro Diretor da agremiação Não Sabe Deixa, Sr. Luis Miguel Teixeira, para se certificar dos fatos.

Nesse relato enviado a entidade o Sr. Luis Miguel Teixeira afirma que houve desacato a arbitragem e no fim do jogo foram para cima dos árbitros em protesto, foi tudo que viu.

Já o Sr. Ricardo Fabiano, da equipe Não Sabe Deixa, arrolado oficialmente como testemunha de defesa, afirmou em contato com a entidade que;

a) Não presenciou nenhuma agressão física no evento, apenas protestos e discussão acirrada com algum desrespeito a equipe de arbitragem;

b) Não viu ou ficou sabendo de cerveja jogada deliberadamente na arbitragem;


Decisão: 

Com base no relato de arbitragem e suas denúncias e trabalho de averiguação junto as testemunhas do caso, percebemos que o relatório conflita com a realidade. E na dúvida o réu deve ter beneficio. 

Nesses termos deferimos o pedido de denúncia contra o jogador Glaysson Muller (Nuvem Negra) no que tange a falta de esportividade do mesmo, ofendendo ali aqueles que estavam trabalhando. 

Sobre as questões apontadas pela arbitragem que dão conta de ‘Cerveja’ jogada pela Torcida e empurrão ao árbitro pelo Técnico da equipe Nuvem Negra, as oitivas mostram que nenhum dos presentes, adversários, testemunhas dos fatos, presenciaram nada nesse sentido. Assim sendo, decidimos de acordo com Regulamento Geral de Competições da Entidade e seu Código Disciplinar da entidade, em seu artigo 10º:

a) Punir o Sr. Glaysson Muller, legalmente inscrito pela equipe Nuvem Negra FS; respondendo nas Alíneas;

2.1 – Ato de agressão verbal para com oficiais de arbitragem: Suspensão de 3 jogos e multa de R$ 100,00 (Cem Reais) a(s) equipe(s).

2.2 – Ato hostil ou de afronta: Suspensão de 3 jogos e multa de R$ 100,00 (Cem Reais) a(s) equipe(s).

Assim está punido o SrGlaysson Muller com Suspensão de 6 jogos do Campeonato Paulista de Futsal 2016 e Multando em R$ 200,00 (Duzentos reais);


b) Advertir a Direção da equipe Nuvem Negra FS a respeito dos fatos listados e não comprovados para que em hipótese alguma voltem a esse Tribunal ao longo da competição com atos ou fatos dessa natureza. 


c) A direção da equipe Nuvem Negra FS tem prazo legal de 10 dias úteis para proceder com plano de quitação de todas as multas de seu membro legalmente inscrito. Sob pena de responder por desrespeito ao Regulamento Geral da Competição em seu Código Disciplinar, com a suspensão de todos os membros por não cumprimento da decisão desse Tribunal.


Com a publicação da presente decisão no site da LigaSP, todos os participantes dos campeonatos administrados pela entidade, a equipe de arbitragem e os diretores da referida Liga, estão automaticamente notificados e obriga-se a cumprir com determinado.

Cita-se, Cumpra-se imediatamente.

Para qualquer revisão da presente decisão, exige-se por esse tribunal, provas, documentos, dentro do que pede regulamento da entidade, para que se proceda qualquer decisão.

 

Tribunal Esportivo Independente